15 jun 2020

As oportunidades e os desafios do Home Office

Que o Home Office já virou realidade para a maioria das pessoas não é mais novidade. No entanto, depois de algum tempo mergulhando nessa experiência, creio que uma nova janela de oportunidades e desafios foi aberta. Eu explico.

Por um lado, as oportunidades de trabalhar de casa:

1 – Tempo otimizado: agora temos mais tempo que fora economizado por não precisarmos nos deslocar de carro, tampouco ficarmos presos nos engarrafamentos da cidade;

2 – Objetividade: as reuniões parecem estar bem mais objetivas e produtivas;

man in blue dress shirt smiling beside woman in black and red floral dress

3 – Agilidade: as decisões estratégicas estão sendo tomadas com uma rapidez jamais vista anteriormente;

4 – Produtividade: o índice de produtividade das pessoas parece ter crescido vertiginosamente;

5 – Família: e ainda por cima é possível ficarmos mais perto da nossa família.

Por outro lado, os desafios de trabalhar de casa:

1 – Administração do tempo: quem não tem a disciplina de estabelecer horários, ou trabalha de menos (sendo engolido pelas distrações domésticas) ou trabalha ininterruptamente (ao ponto de ficar extremamente desgastado);

2 – Angústia: o isolamento social e a incerteza de quando tudo isso vai acabar, contribui para o aumento do sentimento de angústia. Além disso, por estarem longe fisicamente dos gestores, muitas pessoas acabam se pressionando pra “mostrar serviço” diariamente;

3 – Irritabilidade e estresse:  o aumento das chamadas de vídeo tem forçado significativamente os nossos olhos (que ficam em contato direto com as telas de notebook ou smartphone) e os nossos ouvidos (que ficam o dia inteiro colados nos fones), o que contribui para o aumento da irritabilidade. Pra completar, essa avalanche de tecnologia também pode deixar nosso cérebro super ativo e atrapalhar o descanso noturno, causando a falta de sono;

4 – Má alimentação: não são poucas as pessoas que, ao ficarem muito tempo em casa, descontam a ansiedade nas guloseimas de hora em hora. Um biscoitinho recheado aqui, um salgadinho acolá, um chocolatinho, uma balinha…e, como num passe de mágica, começam a comprometer sua alimentação;

5 – Dores no corpo: ficar muito tempo sentado no escritório já era um problema. Ficar muito tempo sentado no sofá, na poltrona, na cama ou em qualquer outro cômodo inadequado para a postura corporal, certamente trará dores nas costas, na cervical, nos ombros e tendões.

Ao balancear as oportunidades e desafios, enxergo que os ganhos são absurdos e irreparáveis. Não dá mais pra voltar atrás. Quanto aos problemas, todos eles têm soluções.

Diante disso tudo, a Move4You criou um teste simples e prático, que ajuda as pessoas a descobrirem qual é o seu atual nível de energia e de saúde física e mental no ambiente de Home Office.   

Basta responder as questões neste link – https://materiais.move4you.com.br/energizometro – (cerca de 5 minutos), para receber um diagnóstico com 3 recomendações que vão lhe auxiliar significativamente na melhora de sua qualidade de vida! Eu fiz o meu e achei o resultado bem interessante.

Um abraço e bom trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *