22 maio 2020

Você também já pirou em algum momento dessa quarentena?

Que atire a primeira pedra quem ainda não se pegou chorando do nada, quem ainda não teve uma noite de insônia por preocupação ou quem ainda não se irritou facilmente por uma bobeira. Todo esse tempo de quarentena tem começado a afetar a cabeça das pessoas. Inclusive a minha! E a cada dia que passa, aumenta ainda mais a preocupação de quando tudo isso vai passar. Quantas pessoas ainda vão morrer? Qual será o tamanho do buraco na economia? Será que ainda terei meu emprego? Como farei para manter minha renda e minhas obrigações financeiras? Quando voltarei a ver meus familiares de pertinho? Ufa…Não está sendo fácil!

Uma coisa é estar em casa por vontade própria, para relaxar com a família e curtir o nosso cantinho. Ter a obrigatoriedade de ficar preso e confinado é totalmente diferente. E sem sabermos quando tudo isso vai passar, se não ficarmos espertos, corremos um sério risco de desencadear tristeza, desequilíbrio mental, irritação, ansiedade ou estresse!

Pensando nisso, escrevemos esse texto em parceria com o site Move4You (www.move4you.com.br), com o propósito de levar bem-estar, esperança, positividade e qualidade de vida para as pessoas (mesmo à distância)!

Escolhemos a dedo 5 dicas simples e práticas para te ajudar a vencer a quarentena e continuar seguindo em frente! Esperamos que esse conteúdo seja útil e relevante para você!

1 – Crie uma nova rotina

É importante para o nosso cérebro criar uma nova rotina! Ao fazer isso, você evita aquele sentimento de estar perdido, sem nem mesmo conseguir distinguir que dia da semana é hoje.

Restabeleça seus horários de café da manhã, almoço e jantar. Mesmo que não vá sair de casa, tome um banho pela manhã, tire o pijama e troque de roupa! Restabeleça, também, seus horários de reunião, de cuidar da casa ou da família. Lembre-se que agora você não vai mais perder tempo nos deslocamentos de casa até o trabalho e vice-versa.

Por outro lado, se não tiver uma disciplina com os horários, ou você vai trabalhar muito mais do que antes, já que o trabalho invadiu sua casa sem pedir licença; ou vai se atrapalhar com os demais afazeres de casa e perderá muita produtividade.

O equilíbrio é sempre a melhor saída. Ao estabelecer uma nova rotina de horários, terá mais chances de ter tempo para o trabalho, para a família, para a casa e para as demais atividades de lazer e crescimento pessoal.

2 – Ocupe sua mente

Sim, é importante estar antenado com as notícias da pandemia, mas não fique 24 horas ligado nessas informações. Isso pode causar pânico! Então, inteire-se do que está acontecendo por cerca de 15 minutos e bola pra frente!

Aproveite esse momento para fazer aquele curso que você sempre quis fazer, mas nunca teve tempo! Para ler aquele livro que estava guardado há tempos e você nunca deu prioridade. Para fazer atividades que estavam no seu radar e por algum motivo você nunca conseguiu fazer.

Algumas instituições de renome – como Harvard, Cambridge e FGV – estão disponibilizando treinamentos gratuitos. Outras empresas – como a Amazon e a Netflix – estão concedendo conteúdos gratuitos!  E muitas outras empresas, de diversos segmentos, estão presenteando as pessoas!

Aproveite tudo isso, inclusive, para colocar em prática o Lifelong Learning, o conceito de educação permanente ao longo da vida, que mantém seu cérebro e sua mente ativos e em forma, sempre!

3 – Verifique sua postura

Em tempos de home office, é muito importante que você fique atento à sua postura! Evite a tentação de trabalhar na cama ou no sofá. Temporariamente pode até ser confortável, mas a longo prazo, pode trazer muito desconforto em seu pescoço, ombros, costas e tendões.

Se possível, tente colocar seu notebook em uma mesa, sente-se em alguma cadeira com encosto e tente não inclinar o pescoço ou aproximá-lo do peito.

O ideal é que a sua tela deva ficar na altura dos seus olhos (se for preciso, coloque livros embaixo do monitor para conseguir essa altura). Coloque as pernas paralelas à cadeira, flexione os joelhos em 90 graus e apoie bem os pés no chão. Os braços devem ficar ao lado do corpo, com ombros e pescoço relaxados e os antebraços devem fazer um ângulo de 90 graus (vide figura abaixo).

4 – Interaja com as pessoas

Segundo Aristóteles, o ser humano é um ser social por natureza, uma vez que precisa de outras pessoas para se sentir pleno e feliz. Em meio ao isolamento, temos duas situações distintas: a overdose de interação com quem moramos e a escassez de interação com quem não mora conosco.

As relações dentro do casamento ou com os filhos, por exemplo, podem ficar um pouco desgastadas pelo excesso de tempo em conjunto. Isso é natural de toda relação. No entanto, esse convívio mais intenso também pode te ajudar a redescobrir suas relações, criar mais vínculos e memórias afetivas com quem você ama!

Em contrapartida, não deixe de ter contato com as pessoas queridas que estão longe! Algumas ferramentas de videoconferência podem ajudar muito!

Inclusive, já vi pessoas comemorando aniversário, anunciando gravidez, promovendo jantares ou happy hours, tudo por videoconferência. Toda essa interação pode reduzir a distância entre os seus entes queridos e trazer momentos de conforto à sua alma e ao seu coração!

5 – Desafie-se a movimentar-se

Mantenha-se ativo! Existem diversasformas de praticar atividades físicas dentro de casa, mesmo para as pessoas que não possuem kits de treino. É possível obter um programa de treinamento com exercícios que podem ser feitos com o peso do próprio corpo e outros até mesmo utilizando sacos de alimentos! E pasmem: estudos indicam que com 15 minutos diários, já é possível começar a sentir os benefícios!

O fato é que quando colocamos nosso corpo para se movimentar, relaxamos nosso cérebro, aliviamos nossa tensão e desopilamos o nosso estresse! E, de quebra, queimamos calorias e gastamos energia!

Pra fechar!

Yuval Harari, historiador israelense e autor dos best sellers “Sapiens: Uma breve história da humanidade” e “Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã”, disse que “a tempestade passará, a humanidade sobreviverá, a maioria de nós ainda estará viva – mas habitaremos um mundo diferente.” Será que os impactos dessa pandemia moldarão o mundo para sempre? Por que não colocar esses novos hábitos em sua rotina, mesmo depois que tudo isso passar?

C – Crie uma nova rotina

O – Ocupe sua mente

V – Verifique sua postura

I – Interaja com as pessoas

D – Desafie-se a movimentar-se

5 thoughts on “Você também já pirou em algum momento dessa quarentena?”

  1. Excelente.!
    Através de toda mudança , encontraremos nova forma de enxergar a humanidade.
    Valores reais e descobertas simples de sermos produtivos em um “novo viver”.

  2. Parabéns pelo texto. Hoje foi um dia especialmente difícil. Mas vou levantar da cama e fazer algo por mim. Vou reagir. É só uma fase e estamos no pior momento.
    É onde tem mais pessoas morrendo. Mas devo agradecer a Deus que estou bem e saudável.
    Vai passar. Obrigada por tee me tocado de alguma forma. É uma forma de interação que ajuda as pessoas . Um grande abraço.

  3. Betão e Move4You,
    Gostei bastante do texto (COVID)! São dicas bem valiosas, parabéns e obrigado.
    Grande abraço,
    Juan Croce.

  4. Eu, instintivamente, adotei essas cinco posturas. Entretanto, a primeira delas, apresenta um obstáculo. Não há como não trabalhar mais, ainda que não seja Home working. Sou idosa, aposentada, e, como os prestadores de serviço também se encontram em isolamento social, tenho que fazer o serviço que a minha ajudante fazia. Limpar a casa, lavar quintal e garagem e outros afazeres.
    Exercito-me sempre para continuar mantendo a minha independência.
    Mas, parabéns pela abordagem. Muitos precisam dessas orientações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *