30 dez 2019

Resoluções de Ano Novo

Esse ano vou emagrecer, vou voltar a fazer atividades físicas, vou cuidar melhor da minha saúde, vou parar de fumar, de beber ou de reclamar, vou me livrar das dívidas e começar a juntar dinheiro, vou dar entrada na minha casa própria, vou trocar de carro, vou fazer a viagem dos meus sonhos, vou conquistar um emprego novo!

Feliz ano novo, caro leitor! Dessa vez, realmente espero que seja “ano novo, vida nova”! Digo isso pois termina ano, começa ano, costumo fazer inúmeras promessas, inúmeros pedidos, inúmeras resoluções; dou início ao ano com todo o gás, mas, de repente, as coisas estacionam. Quando me dou conta disto, o ano já está acabando e lá estou eu fazendo as mesmíssimas promessas que fiz no ano passado. E assim a vida vai passando nesse looping que não tem fim!

Costumo creditar tudo isso a dois “fenômenos da natureza”, cuja aparição repentina não nos deixa tempo para reagir. O primeiro fenômeno acontece logo na virada do ano, “ao estourar a champagne”!

Geralmente, nesse momento há uma verdadeira transformação na maioria das pessoas, que se enchem de motivação e felicidade! Ficam cheias de energia e positividade, com aquele sentimento de que “esse ano vai!”, “esse ano vou realizar tudo aquilo que não realizei nos últimos tempos”. Creio que ao virarmos a página do ano que passou, deixamos os problemas no passado! E, em geral, o sentimento no começo do ano é que daqui pra frente, tudo será diferente! Até aí, tudo bem!

Contudo, basta mais uma quinzena para um outro fenômeno aparecer subitamente. Como num piscar de olhos, sem percebermos direito, já estamos inteiramente abduzidos por nossa velha rotina, por nossos velhos vícios e por nossos velhos problemas. Toda aquela motivação e positividade perde força e passa a ser consumida pela nossa rotina!

Inclusive, existem algumas pesquisas que apontam que 80% das pessoas desiste de suas resoluções de ano novo até a segunda semana de fevereiro! É muita desistência em tão pouco tempo, não é mesmo?

Mas se por um lado existem tantas pessoas que desistem de suas promessas, qual é o segredo daquelas outras que conseguem cumpri-las? O que essas pessoas fazem para tirá-las do papel e torná-las realidade?

Trago aqui 6 dicas bem simples e práticas nesse texto que vão elevar seu poder de realização às alturas! Não são remédios milagrosos, mas pequenos hábitos que poderão te ajudar significativamente no caminho da realização das suas promessas!

1 – Balanço
Uma prática excelente para começarmos o ano com o pé direito é fazermos um balanço do ano que passou: levantar tudo aquilo que você realizou ou deixou de realizar, suas vitórias e derrotas, seus sucessos e fracassos. Isso lhe permitirá revisitar suas prioridades, redirecionar seu foco e estabelecer novas metas para o ano que vai começar, com mais clareza, assertividade e afinco! Listar os objetivos é o primeiro passo para tornar esse ano bem mais produtivo e realizador!

2 – Alinhamento de expectativas
Ter a consciência de que nada vai mudar repentinamente, da noite para o dia! Sabemos que as coisas não mudam assim do nada! As mudanças sutis e gradativas nos permitirão dar pequenos passos, pouco a pouco, ao longo do ano. Alinhar essas expectativas consigo mesmo evitará possíveis frustrações.

3 – Mesmas promessas com pequenas evoluções
Tem gente que consegue cumprir suas promessas mantendo-as inalteradas todos os anos. É algo que já virou hábito, que já virou rotina e que se deseja manter ao longo dos próximos tempos, porém, com pequenas melhorias.

4 – Deixe suas resoluções à vista
Depois de começar o ano, muita gente deixa de olhar, falar ou pensar em seus objetivos, passando 364 dias sem contato com eles. Escrever, ler e pensar em seus objetivos com frequência os manterá frescos na memória e o auxiliará na tomada de atitude! Fazendo isso, poderá ajustar seu foco para o que é realmente importante para você!

5 – Seja o presidente da companhia “Você S/A”
Imagine que você é o seu próprio líder, o presidente da companhia “Você S/A”! Assim sendo, deve “prestar contas” para você mesmo sobre como andam as suas próprias resoluções. Dessa forma, faça um acompanhamento das suas metas ao longo do ano, para se certificar quais passos já foram dados e quais passos ainda faltam dar. Você pode medir sua evolução toda segunda-feira, por exemplo. Ou, se preferir, a cada mês. Ou, ainda, a cada trimestre.

6 – Tenha um bom motivo!
O que a maioria das pessoas chama de resoluções, na verdade, são apenas desejos de coisas divertidas que elas querem que aconteça. A maioria das pessoas não está resolvendo algo dentro de si e é aí que mora o perigo. Quando você tem uma causa por trás de suas resoluções, quando se tem um real significado, você se transforma! Seu tanque fica cheio de gasolina! Sua labareda fica intensa! 100% do tempo! Todos os dias do ano! Aí não tem como as coisas darem errado! Não tem espaço para desânimo, medo ou procrastinação! Você terá energia e disciplina em abundância constante!

Caro leitor, termino esse texto da mesma maneira que eu o iniciei! Desejando Feliz Ano Novo! E dessa vez eu realmente espero que seja “ano novo, vida nova”! Pequenas mudanças de hábito e pequenas mudanças na forma de enxergar as coisas, farão uma tremenda diferença na realização das suas promessas, dos seus objetivos e das suas resoluções! Vai pra cima e arrebenta!

2 thoughts on “Resoluções de Ano Novo”

  1. É isso aí, pequenas mudanças porém constantes dão muito certo!! A acessória financeira que vc me deu no início do 2ª semestre me ajudou mto! Obrigado e um feliz ano novo 🍾🎉🎆

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *